sábado, 31 de outubro de 2015

Constatação simples

Há um bando de tipos talentosos e pontualmente inspirados que nos engana. O Benfica não ganha jogos, o Benfica limita-se a confirmar desfechos inevitáveis. O mais doloroso no meio de tudo isto é que não senti pena dos adeptos do Tondela - merecedores de todo o orgulho que possam ter sentido por terem defrontado o Benfica num jogo da primeira liga; senti antes pena de todos os benfiquistas que possam ter sentido alegria nesta vitória robustinha num jogo absolutamente miserável contra uma equipa cuja existência se desenrola numa realidade paralela, num universo muito abaixo do nosso padrão de exigência e de competência.

Não estou a perseguir Rui Vitória. Dispensam-se perseguições pessoais. A única coisa que persigo é a necessidade de excelência - porque é do Benfica que se trata; porque me habituei a tê-la com regularidade. Aquilo que vejo varia entre o medíocre inspirado e sem oposição e a esperança numa inspiração que é rapidamente aniquilada pela competência científica de quem sabe compreender, programar e concretizar o jogo de futebol. No meio existirão nuances - derrotas curtas, derrotas embaraçosas, empates patéticos e vitórias quase sempre gordas contra adversários necessariamente débeis.

É com tristeza que o escrevo: este Benfica não dá para mais. E pensar no episódio de Madrid como exemplo é acreditar que a excepção sortuda algum dia fará jurisprudência e, assim, se tornará regra. Desenganem-se. O jogo de hoje foi embaraçoso de tão mal jogado. Não estou a ser pessimista nem do contra, estou apenas a experimentar a sensação de ver a bola enquanto vejo o Benfica jogar. E não é bonito.

3 comentários:

Nau disse...

O plantel (ser mais fraco do que na época passada - será?) não pode ser desculpa pra tudo. Estamos quase em dezembro e o jogo do Glorioso é uma coisa qualquer onde domina a confusão, a desorganização, o pontapé para a frente e fé nos deuses. Continuam as experiências?
Não jogámos nada, NADA! O Rui Vitória tem de pôr a equipa a jogar FUTEBOL! Que raio é aquilo de passes sucessivos, exasperantes, para o lado e para trás, sem progressão e a passinhos de caracol? É maneira de jogar para o Benfica? Não é, Vitória, não é! Toca a trabalhar e a mostrar resultados e FUTEBOL!

artnis disse...

Isto com o 'novo paradigma' imposto pelos 2 donos do Benfica, vai de mal a pior. Já vi 'solteiros e casados' muito mais agradáveis.

Não jogamos um c@r@lho !!!

Deste modo e a jogar tanto e tão bom futebol, ainda que ultrapassemos os turcos na 3ª feira, começo a recear vir a igualar o record dos lagartos nos oitavos da Champions

Germano Bettencourt disse...

Parece que pensamos todos igual.

No entanto não sou dos que idolatra JJ.

JJ é bom, mas existem muitos que com o material que teve à disposição fariam melhor.