sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Talvez pudesses ter ficado calado #3

Rui Moreira, cujos créditos firmados na indústria de ser bastante parvo já não deixam que o público se surpreenda dia sim, dia sim, escreve hoje uma série de coisas absolutamente irrelevantes na sua crónica d' A Bola. Felizmente para nós, leitores, fá-lo com o talento literário que se lhe reconhece e que adiante passarei a expor em dois exemplos que confirmam o que ora escrevo.

«(...) em princípio justificaria um cartão amarelo para o adversário. Acontece que esse jogador cipriota já tinha recebido um amarelo dessa cor

Não sei se deva comentar. Penso que não. Digo apenas que tive aqui um vislumbre das inigualáveis declarações de João Pinto (o do Porto) às rádios e televisões no final dos jogos.

«Espero que Walter passe a ser uma opção para Kléber que, não tendo feito uma boa exibição frente ao APOEL, não me parece ser apontado como réu por o Porto não ter ganho o jogo

Aqui a coisa divide-se em dois.
Primeiro, acho bonito o gesto de Rui Moreira, na melhor tradição portista, ao prestar aconselhamento sentimental ao Kléber. E mais: concordo. O Walter parece-me um bom rapaz e talvez seja um bom partido. Espero que o Kléber lhe dê uma chance.
Segundo, a concretização da ideia de Rui Moreira relativamente a Walter como - suponho eu, após profunda análise e interpretação do texto - alternativa para o lugar de ponta-de-lança. É daquelas concretizações à ex-Postiga, quando ele ainda não fazia pontapés de bicicleta. Invariavelmente, transformava golos feios em bonitos pontapés de baliza, sem ninguém perceber bem o que ali tinha acontecido.

12 comentários:

ZeduViana disse...

you are missing the point:

O gajo tava bebado.

ZeduViana disse...

tava a afogar as mágoas, claramente.

Diego Armés disse...

Ocorreu-me essa possibilidade. Mais: ocorreu-me que entre e o Miguel Sousa Tavares houvesse um esquema de rotatividade. Enquanto o outro está sóbrio, enfrasca-se este para a coisa continuar a ter a sua piada.

Tolan disse...

ahahahaha isto lembra-me "o meteu as mãos nos bolsos e acendeu um cigarro" ahahahahahahaha

bjorn disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
bjorn disse...

humm, não sei se o kleber todo playboyzinho dará uma oportunidade à estética jagunço-prógnata de alguém a quem chamam bigorna. parece-me q o gajo das vigílias n devia semear sonhos insensatos na mente do pobre walter

Bettencourt disse...

Falando de futebol, eu não acho o Kléber mau jogador, eu acho é que ele teve o azar de vir substituir o Falcão.

Quanto ao Walter, parece matador. Que jogue o pior. :P

Abraço

PS: Quanto a esse triste que falas, eu desde que o vi levantar-se de uma cadeira, por não aceder à liberdade de expressão...

Diego Armés disse...

Bjorn, aposto que o bigorna, por trás daquele aspecto, digamos, rude, tem um bom coração. E essa qualidade é rara. Além disso, o Kléber tem aquele ar fragilzinho de rapaz a quem dava jeito ter um homem à séria a seu lado.

Bettencourt, às vezes dou por mim a pensar "por que raio é que eu perco tempo a ler estes, como diria o C'stiano, anormais?". Mas quando me deparo com passagens como "o jogador já tinha levado um amarelo da mesma cor" sinto-me respondido e dissipam-se-me as dúvidas, vai-se-me a incredulidade - fica só aquela satisfação, uma sensação de quase bonomia. A vida vale mesmo a pena.

bjorn disse...

ai Diego, comove-em essa tua crença na pureza dos sentimentos humanos ...em nome do amor no douro litoral e da felicidade de ambos, espero que tenhas razão, senão temo que o pobre Kleber esteja votado a ser a bitch submissa dum qualquer superdragão agressivo e que o Walter descubra uma vocação na composição de fados

Diego Armés disse...

Confesso que dificilmente me passaria pela cabeça o Walter a cantar a "Casa da Mariquinhas". Quiçá não é essa fórmula para encantar o Kléber...

bjorn disse...

mas agora que te passou, confessa também que a imagem tem potencial.
o meu primo Guna, que é do porto, disse-me q o kleber gosta é do djalma, é cena que já vem de trás...

Carlos Alberto disse...

O Fui Moreira é um poeta!