sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Ronaldo, desta vez estamos juntos, meu

Começo a ficar verdadeiramente farto desta devoção a Messi. Sim, ele é um génio sem par. Mas, por outro lado, também é das figurinhas mais sonsas da história do futebol, um rapaz sem piada nenhuma, o bonzinho, o perfeito, o elevado, o santo. Não faz mal a uma mosca, não parte um prato, não diz palavrões, não mete os cotovelos na mesa. Irrita-me.

Não sou nem nunca fui admirador do Cristiano (ao nível da personalidade, entenda-se) mas, entre um e outro, prefiro a falta de maneiras e a vaidade sincera e frontal do madeirense. Não posso com gajos perfeitinhos.

19 comentários:

bjorn disse...

um das figuras mais sonsas? isso será justo? acho q é apenas fruto da comparação constante com o taberneiro. eu gosto de gajos com ar "normal" no futebol, gente que não enche as ruas de imitadores de terço em plástico

Diego Armés disse...

Não gosto. É uma florzinha. Prefiro o taberneiro. Eu gosto do Maradona e do Cantona, do Romário e do Zidane. Os diplomatas bem comportados são bons no mundo real. No futebol, prefiro quem parte a loiça e tira macacos do nariz.

Ricardo disse...

O Messi não me chateia. Sim, podia espernear de vez em quando, mandar umas caralhadas para o público (mas como, se ninguém o apupa?), ser mais vaidososo, enfim, podia ser mais humano, é verdade, mas prefiro-o sempre à figurinha ridícula do Ronaldo, que não merece entrar no panteão dos taberneiros.

O Ronaldo é o gajo que limpa os destroços da taberna quando o taberneiro se passa da cabeça e destrói todos os bibeltos e
aguias de loiça, só que, quando o chefe vai embora, ele vai para trás do balcão, de peito feito, a mandar caralhadas para a clientela.

É um gajo muito parvo, no fundo. Prefiro o sonso ao parvo. Em todos os sentidos. Embora deteste sonsos.

Ricardo disse...

bibelots, vaidoso, etc, etc (isto já vai açucarado aqui no lobos temporais...)

POC disse...

Diego Armés,

Estou quase que nem um Capel depois de ler este teu texto.

Tu, uma referência da blogosfera, a preferir o Azeiteiro ao Messi. Dói-me a alma.
O Messi é mesmo o gajo normal. Está ali, diverte-se, joga, grita, manda uma bola para a bancada...(e esta, e esta?! Não serve para arruaceiro?)

O Azeiteiro é o Azeiteiro. Acho que está tudo dito.

http://simaoescuta.blogspot.com

bjorn disse...

calma, isso é gente mt diferente. o maradona é deus n entra nestas contas, o cantona ok, o romário ok - mas é impossível n o curtir, ao contrário do taberneiro- e o zinedine, até ao episódio materazzi, era bem mais sonso que o leonardito - apesar de ter um sotaque que faz logo suspeitar de xungaria.
mas sim, é um bocado florzinha comparado com o adónis atlântico dos terços

Éter disse...

Não gosto nem de um nem de outro. Gosto do Aimar.

Diego Armés disse...

Vocês querem é denegrir-me! Arrastar o meu nome pela lama! Eu não gosto do ajudante de taberneiro (e digo-o no texto) - aliás, atentem no título. Mas porra, é Messi Messi Messi, estou farto da florzinha do Messi pá. E o C'stiano entra em campo e picam-no sempre com Messi Messi Messi, foda-se, já enjoa.

Quando é o Messi, o gajo entra em campo e até os adversários aplaudem. Isto faz-me lembrar o Grenouille d'O Perfume, porra. Está tudo bêbado com Messi... Eu gosto é do Aimar, é isso mesmo. Mas, neste momento, já vomito Messi pelas orelhas.

E isso do Zidane é muito mito. Já na Juventus cabeceava pessoas - e com que pinta!

bjorn disse...

é precisamente de mitos que trata o post meu caro! sabemos lá nós se o verdadeiro messi n é um agarrado à coca que acompanha o DSK em loucas orgias interraciais por essa europa fora? e em campo já o vi escarrar - é um doido, n te deixes enganar!
o ronaldo não, pelo menos que tivesse deixado os dentes podres, sempre ganhava uns pontos em coerência

Ricardo disse...

E depois o Ronaldo tem isto: em jogos cruciais, joga pouco, falha lances simples, individualiza, sente a pressão.



Isto não invalida que o gajo não saque de um lance fabuloso e me chame taberneiro...

Hoje vou fazer francesinhas para a minha menina - achei que podiam gostar do detalhe pessoal, visto que este é um blogue de gastronomia, entre outras coisas.

Sim, com brandy.

Diego Armés disse...

Hoje como é dia de bola e o Ronaldo tem a minha pontual simpatia, vou ser coerente: em chegando a casa, quero ter o comer na mesa.

Bcool973 disse...

Vou deitar o teu post abaixo ... O Messi na Argentina na Copa América referiu-se a um golo do adversário como golo de merda, o Messi que no jogo com o Real foi festejar ostensivamente à frente do banco do Real, o Messi que nesse mesmo jogo deu um tapa no Coentrão, o Messi que contra Portugal ia mandando um pontapé no Porco alves, enfim o Messi não é uma lorzinha de estufa é tipo lagarto, um gajo sonso e dissimulado ...

Diego Armés disse...

Sonso e dissimulado e falso, é isso mesmo. E é por isso que me enerva ainda mais. Este ao menos é bronco com todas as letras e o dobro da convicção. O outro é um sacaninha. Um filhadaputa, pardon my french. Não gosto dele. Não gosto. E do madeirense também não. Mas se eu só tivesse uma mão e eles estivessem os dois a afogar-se, a cabeça do Messi era que eu empurrava.

Bcool973 disse...

PS - Enquanto tivermos treinadores de merda que mistura a excelência com a mediocridade, dificilmente o Ronaldo vai jogar alguma coisa na selecção. Ricardo, esqueceste-te da final da taça no ano passado ?

Ricardo disse...

Bcool, estou a cortar cebolas - ela prepara a molhama. Não posso fazer grandes dissertações - sob pena de acabar com a francesinha no cachecol do Benfica que envergo orgulhoso nesta cozinha, enquanto vario entre Black Keys e vinho a martelo.

Não me esqueci, Bcool, foi um lapso intranquilo.

Tolan disse...

Eu por acaso curto o Ronaldo. O gajo é jogador de futebol, não é meu familiar ou amigo ou governante :)

Os critérios que uso para o avaliar (e qualquer jogador) são unicamente: em que medida joga bem à bola e em que medida me entretém. E nesse aspecto, ele faz o pleno em ambos. Entretém-me e não me faz mal nenhum, gosto dele. Gosto da lata dele e do ponto de vista de jogador de futebol também trouxe inovação. O Messi é talvez melhor, mas é um refinamento de coisas que já vi antes.

Messi só me satisfaz na maneira de jogar, claro, é um génio, mas não me diverte. O facto dos bósnios gritarem Messi Messi Messi ou de lhe apontarem laseres, diz tudo. Eu curto isso, curto a cena de um gajo ser amplamente odiado. Vejo o La Marca todos os dias e é impressionante ver como os adeptos do Barça, todos Unicef, escrevem centenas de comentários a salivar de raiva em qualquer notícia com o Ronaldo (motivo pelo qual a Marca faz capa com Ronaldo dia sim dia sim). Sucede o mesmo com Mourinho.

POC disse...

Diego Armés,

Continuo abalado.
Esperei que, post's mais tarde, irias concordar que o Azeiteiro é só isso, dá pontapés na bola mas é um Azeiteiro. Bom, talvez concordes nesta parte.

Mas Messi está muito acima. É estratosférico, como o Nosso Pablo.

O Azeiteiro é um aziado por não ser o melhor.

Tolan,

Percebendo claramente o teu ponto de vista (tens razão), o Messi dá mais entretinemento dentro de campo. É dele que se esperam coisas impossíveis. De Cristiano esperamos grandes golos e muita entrega. Diferente...

http://simaoescuta.blogspot.com

Constantino disse...

Pontapeiem-me, chicoteiem-me, façam-me o que quiserem, mas eu entendo o que o Diego diz. Neste momento sofro do mesmo problema dele, apenas os intervenientes são outros: não posso com os corruptos, mas esta merda de sporting, sporting, sporting, sporting que por ai anda agora... fodasse que já me esta a tirar do sério. Sim é verdade que os adeptos corruptos é tudo uma cambada de taberneiros e gente que batia na professora da 1ª classe (ate porque quando andavam na 1ª classe ja eram mais velhos que a professora) mas aqueles anginhos lagartos, todos com a mania que são sonsos e que são de boas familias. Caralho com eles... ate corto 1 testiculo... ehr prái do polga ou do spinkels... (do domingos não que o tipo é tão flor de estufa que nem deve ter colhões)... se o Cardozo não lhes enfiar com um albardanço daqueles mesmo à montanheiro, como só ele sabe, assim como quem, entre 2 machadadas num tarolo de azinho, coça o rego do cú e cospe no chão.

PS - sim, entre a classe e souplesse de um Rodrigo e a selvajaria e neerdentalismo de um Cardozo... eu escolho sempre o pré histórico. Não há nada que me agrade mais ver em campo do que um gajo com cara de que sozinho dava conta de um mamute (excepto gajas, claro...daquelas com cara de que acabaram de ser atacadas por um mamute que lhes roubou as roupas todas)

Abraço.

pitons na boca disse...

Pois eu não suporto o azeiteiro. Isso não implica que não o ache o segundo melhor do mundo, neste momento. Mas não o suporto porque, desde que apareceu nas lagartixas, tentou sempre ter aquele ar de superior e cada vez que abre a boca é o que se sabe.
É até com algum gozo que o vejo sempre a tentar provar que é melhor que o Messi, e nota-se claramente que esse é o seu calcanhar de Aquiles.
A pulga não é tão anjinho como sempre pintaram, mas nunca chegará à "azeiteirice" do azeiteiro.

Dentro de campo, com a bola nos pés, enquanto se espera que dos pés do pulga possa acontecer qualquer coisa, o azeiteiro cada vez limita-se mais às correrias desenfreadas e aos remates, o que é uma pena. Enquanto a pulga consegue tirar 1 ou 2 adversário em meio metro quadrado de terreno, tabelar com um colega ou isolá-lo com um passe que ninguém espera, já não se vê o Crisnaldo fazer isso. E essa é a principal razão pela qual Messi é superior ao Crisnaldo, nos dias que correm.

E comparar um Cantona com um Crisnaldo...? O "Monologo das gaivotas e das traineiras" é um épico inigualável e num nível inatingível. Por muitos dedos que o Crisnaldo mostre às bancadas, nunca chegará perto de um pataço bem no trombil de um bêbado de bancada. :)

Acrescento apenas que prefiro muito mais a tua abordagem à problemática em questão, do que virem dizer que temos de achar o azeiteiro melhor só porque a Madeira (ainda) é território nacional. :P