quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Iniesta, hein?

Vamos lá assentar aqui uns pontos: qualquer votação para melhor futebolista de qualquer coisa da qual constem Cristiano e Messi e que não atribua a um deles o mencionado título, está ou errada ou não está a levar nenhum desses senhores em conta - provavelmente por colocá-los automática e naturalmente acima dos demais.

Aceito a segunda hipótese e até deixo uma sugestão: enquanto jogarem, o prémio fica atribuído por decreto "aos dois" (aqui, como as opiniões se dividem, o melhor é dá-lo mesmo aos dois), através da criação de uma categoria especial que seria integrada apenas por eles próprios - a de aliens ou de deuses ou de ungidos ou de supremos, qualquer coisa que não fosse "jogador" ou "futebolista", mas antes os distinguisse e elevasse, sem dúvidas, misturas ou equívocos.

Não sucedendo a segunda hipótese, estaremos perante uma violentíssima fraude, uma distorção ridícula e completa dos conceitos de "melhor" e de "futebolista". O Iniesta foi campeão europeu? Parabéns: e é por isso que tem lá a mdealha em casa. Ah, mas ele merece reconhecimento? Merece, com toda a certeza (e toda a minha franqueza) - e é por isso que ficar em terceiro teria sido merecidíssimo, justificadíssimo, diria mesmo lógico ou óbvio. Mas vamos ser sérios. Custa-me ver que esta "homenagem" a um jogador seja o desvirtuar de significados que deviam ser protegidos, sagrados. Toda a gente sabe que Iniesta não é o melhor, toda a gente vê que nem sequer se aproxima dos outros dois. Mas "ah, coitadinho, ele merece e de outra forma nunca ganharia". Temos imensa pena. Porém, isso sucede com ele e... com todos os outros.

5 comentários:

Meneldor disse...

Estou plenamente de acordo. É mesmo atitude do "coitadinho"
O prémio diz respeito (ou deveria) ao que um futebolista fez durante a época e não durante uma competição. Para isso já levou o prémio para casa.
É incompreensível!

Germano Bettencourt disse...

Eu até compreendi a atitude. Concordo com o Diego, mas compreendo esta atitude. Existe uma rivalidade tão estúpida entre aqueles 2 "aliens", que a UEFA quis atirar um balde de água fria aos 2. Compreendo.

Abraço

mago disse...

E' que e' isto mesmo e mais nada. Gosto muito do Iniesta, acima de tudo pela humildade e atitude que tem (p.e. a questao do Dani Jarque, costuma ser dos menos histericos quando o bar$a joga contra o Real, etc.), mas atribuir este premio, este ano, a este jogador e' uma distorcao daquilo que deveria ser premiado.

Nao sou daqueles que gosta de resumir analises e opinioes a estatisticas, mas para quem gosta delas aqui ficam alguns dados:

Golos marcados Champions 11/12
- Messi: 14g em 990min (1o)
- Gomez: 12g em 1003min (2o)
- CR: 10g em 930min (3o)
- Iniesta: 3g em 573min (31o)
- Ha' 3 jogadores do bar$a `a frente de Iniesta (Messi, Pedro, Villa).

Assistencias Champions 11/12
- Kaka: 5a em 441min (1o)
- Benzema: 5a em 761min (2o)
- Gaitan: 5a em 810min (3o)
- Messi: 5a em 990min (4o)
- CR: 3a em 930min (18o)
- Iniesta: 1a em 573min (115o)
- Ha' 9 jogadores do bar$a `a frente do Iniesta (Messi, Cuenca, Fabregas, Dani Alves, Villa, Pique, Thiago Alcantara, Keita, Adriano).

Tolan disse...

Completamente de acordo. Comparar Messi com Iniesta ou Ronaldo com Iniesta é descabido, nem são da mesma galáxia. E 2011/2012 foi um ano fantástico para os dois, por isso nem sequer se poderia dar aquela abébia de "este ano não estiveram a 100%, para o ano ganham". Polémica haveria sempre, especialmente se escolhessem Ronaldo, uma vez que Messi é mais consensual como jogador "mítico", mas qualquer uma das opções Messi ou Ronaldo poderia ser justificada. Enfim... deixei de ligar aos òscares, nem sei porque é que aproveitei o lanche no café para ver o prémio depois do sorteio da champions...

jose garcia disse...

Completamente de acordo com o post e com os comentários.

Sendo grande fã de Iniesta (muito mais do que dos outros dois...), acredito que só a absoluta surpresa o impediu de mandar todos pó crl e entregar o prémio ao Messi...